quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Quanto custa uma peça de roupa?

O que custou mais caro: Uma calça jeans de R$500,00 que você vai usar em média 3 vezes num mês, durante 4/5 anos, ou um vestido de paetê que você pagou R$100,00 em uma promoção, e vai poder usar no aniversário da sua melhor amiga, no final de semana?
Quando calculamos o custo de uma peça, precisamos levar em conta algumas características: Qualidade, utilidade e flexibilidade.

A flexibilidade se resume se a peça em questão poderá ser usada mais que uma vez e se irá se encaixar com mais duas ou três peças no seu guarda-roupa. Se a peça em questão só for usada uma vez, ou se só combinar com uma outra peça ou sapato, não é uma boa escolha.

A qualidade da peça fala sobre o tempo de vida útil dela, ou seja, quantas vezes você poderá usufruir da mesma em um ano e quantos anos ela duraria.
Às vezes uma peça acaba se desfazendo em duas ou três lavagens e logo terá que ser substituída. Pagar pouco numa peça de menor qualidade pode se tornar mais atrativo, mas no final você terá um prejuízo maior do que espera.

E por fim, a utilidade. Quanto você precisa dessa peça (esquecendo aquele comercial que diz que sim, precisamos comprar tudo que gostamos ou está barato). 
Muitas pessoas pagam caro por peças que vão usar apenas 2 vezes ao ano e relutam em investir em roupas que usariam mais vezes, e projetariam uma imagem melhor.

Vamos fazer a conta antes de comprar alguma coisa, para não se arrependa na hora que chegar em casa (ou na hora que a fatura chegar em casa).

O valor da peça dividida pelo nº de looks que pode compor com ela = A
A dividida pela quantidade de vezes que vai usar a peça no ano = B
B dividido pelo nº de anos que a peça vai durar = $$$ real da peça!

Para saber mais sobre o assunto, leia o post do Blog da Personal Stylist Tais Rolim.

3 comentários:

They Know disse...

Eu as vezes evito mesmo de comprar peças caras que eu vou usar somente poucas vezes.
Este post é muito util!
Beijos Pri

Lili disse...

este post é muito bom, claro que dá um deprê básica fazer esse cálculo com aquele monte de roupa que a gente compra e qse nunca usa..rs
Bjo
Lili
http://peruasemacao.blogspot.com/

Taís Rolim disse...

Obrigada Pricila... acho realmente importante passar essas informações adianta, principalmente qndo se fala tanto em 'ser' mais do que 'ter' e reciclagem de tudo oque for possível. Moda, como muitos ainda pensam, não é sinônimo de futilidade e você como piscóloga pode confirmar oque eu digo.
Super bjo!